Blog post

Conheça as principais modalidades dos Rodeios

4 (80%) 3 votes

O rodeio faz parte da vida de qualquer pessoa que ama o mundo country. Com certeza na sua cidade (ou nas cidades próximas) sempre tem um evento com competição em touros. E nele geralmente ocorre outras modalidades, você com certeza já ouviu falar sobre a prova dos 3 tambores ou do laço em dupla. Mas você conhece as regras e os objetivos de cada uma? Se a resposta é não, fique tranquilo! Separamos as modalidades mais comuns nos rodeios do Brasil e te explicamos tudo!.

Mala de louco

Presente em algumas competições, a mala de louco atrai muito a atenção do público porque os competidores estão sempre fantasiados. A prova acontece assim: Um tambor é colocado a aproximadamente 60 metros da largada, lá um competidor espera, enquanto sua dupla monta no cavalo na outra extremidade e parte em direção ao tambor. O objetivo é que no momento em que o cavalo contornar o tambor, o parceiro suba no cavalo, de forma que os dois retornem para o ponto de largada juntos e em cima do cavalo. Como quem ganha a prova é a dupla que faz o menor tempo, tudo deve ser feito rapidamente e é aí que a modalidade ganha ainda mais diversão. Caso o tambor seja derrubado, ou o competidor não consiga montar no cavalo em 10 metros, a dupla é desclassificada.

Três tambores

A única prova exclusivamente feminina de rodeio também costuma fazer com que o público se envolva. Nessa modalidade a amazona monta no cavalo e sai em disparada para contornar três tambores dispostos do outro lado da arena formando um percurso triangular. A prova é toda eletrônica e quando a competidora ultrapassa a linha de largada, o cronômetro dispara automaticamente. A cada tambor derrubado, ela sofre a penalidade de 5 segundos que é acrescentado no tempo final.

Touro

A parte mais esperada de toda noite de rodeio, a montaria em touro já é uma tradição no país. O peão usa uma mão para segurar a corda americana que é amarrada no corpo do animal. A outra mão deve ficar livre e essa não pode tocar nada e deve ser usada apenas para ajudar a manter o equilíbrio em cima do touro. O peão deve permanecer em cima do touro por 8 segundos, assim que a porteira é aberta. O julgamento da prova leva em conta a dificuldade imposta pelo touro e a nota varia de 0 a 100 pontos.

Team Penning

Essa é disputada por um trio, que costumam ser formados por pessoas da mesma família. Em um lado da arena fica um curral e do outro lado são soltos em média 30 animais numerados. Cada 3 animais recebe um número, para que formem um grupo. Assim que um número é sorteado, os competidores devem apartar os três animais do resto do rebanho e colocá-los no curral. Próximo ao curral, existe uma linha imaginária em que apenas os 3 animais podem ultrapassar. Se 4 ou mais passarem por lá, os jurados consideram como “estouro da boiada”, a prova fica sem aproveitamento técnico, desclassificando os competidores. O tempo máximo da prova é de 60 segundos para cada trio.

Team Roping

Na competição o cavaleiro e sua dupla devem laçar um bezerro no menor tempo possível. Os cavaleiros saem juntos com o bezerro e devem alcançá-lo. Primeiro um competidor deve laçar a cabeça e na sequência segurá-lo para que seu parceiro lace as pernas. Assim que conseguirem imobilizar o animal, o termômetro para a contagem. Nessa prova homens e mulheres podem competir juntos.

Sela americana

Esse é um estilo super tradicional dos rodeios. Quando o cavalo sai do brete e coloca as duas patas na arena, o competidor tem que realizar o chamado mark-out, ou seja, colocar as esporas na altura do pescoço do animal. As esporas são puxadas para trás, de forma que o cavaleiro flexione o joelho, acompanhando os pulos do animal até o fim dos 8 segundos. Se não cumprir as regras, é desclassificado e fica sem nota, essa pode variar de 0 a 100.

Cutiano

O competidor deve segurar a rédea com uma das mãos e deixar a outra livre, sem tocar em nada. Quando o cavalo sair do brete, a espora deve ser puxada da altura do pescoço para a alça do arreio, também acompanhando os pulos do cavalo e no tempo de 8 segundos. Quanto mais alto o competidor conseguir, melhor sua nota.

Bareback

Nesta modalidade o competidor monta diretamente no dorso do cavalo e um pouco a frente, na região da cernelha do animal, é colocado uma alça de couro chamada de bareback. As esporas do peão são puxadas no sentido do pescoço para o bareback, de forma que o competidor fica quase deitado em cima do cavalo. Ele deve aguentar 8 segundos para ter uma pontuação que vai de 0 a 100 pontos.

Diga aqui qual dessas modalidades você mais gosta de assistir no rodeios!

Quer saber de todos os eventos de montaria que vão acontecer neste ano? Veja clicando aqui o calendário de rodeios da Cowboy Store!

Comente aqui!

Post anterior Próximo post